Um lindo dia dos pais a todos os pais que acompanham nossa página!

Um lindo dia dos pais a todos os pais que acompanham nossa página!

10593173_816366911714947_5825266666888123721_n

“Os psicólogos há muito sustentam que o envolvimento do pai na educação dos filhos é importante. Surgem cada vez mais evidências indicando que os pais envolvidos – e sobretudo aqueles com disponibilidade emocional para os filhos – dão uma contribuição toda especial para o bem-estar dos filhos. Os pais podem influenciar os filhos de algumas maneiras que as mães não conseguem, especialmente no que diz respeito ao relacionamento da criança com os colegas e seu desempenho na escola. Pesquisas indicam, por exemplo, que meninos com pais ausentes têm mais dificuldade de encontrar o equilíbrio entre a afirmação da masculinidade e o autocontrole. Consequentemente, têm mais dificuldade de aprender a se controlar e adiar a gratificação, habilidades que adquirem importância cada vez maior à medida que o menino cresce e procura amizades, sucesso acadêmico e ascensão profissional. A presença positiva de um pai também pode ser fator significativo nos desempenhos acadêmico e profissional da menina, embora aqui a evidência seja mais ambígua. Porém fica óbvio que as meninas cujos pais são presentes e interessados são menos propensas a cair precocemente na promiscuidade sexual e mais propensas a estabelecer relacionamentos saudáveis quando se tornam adultas.

As pesquisas mostram ainda que a influência do pai é duradoura. Um estudo iniciado na década de 50, por exemplo, mostra que as crianças cujos pais eram presentes e se envolviam em sua educação quando elas tinham cinco anos tornaram-se adultos mais compreensivos e humanos do que aquelas cujos pais eram ausentes (FRANZ, et al., 1990). Aos 41 anos, os participantes do estudo que mais carinho haviam recebido do pai quando crianças tinham relacionamentos sociais melhores (FRANZ, et al., 1991). As evidências disso incluíam casamentos mais felizes e duradouros, filhos e prática de atividades de lazer com outras pessoas que não os familiares.

(…) A pesquisa que meus colegas e eu fizemos sustenta a convicção de que a criança realmente precisa do pai. Mas nosso trabalho também apresenta esta importante distinção: nem todo pai serve. A vida da criança é altamente enriquecida quando há um pai emocionalmente presente, legitimador e capaz de confortá-la quando ela está triste. Do mesmo modo, a criança pode ser profundamente prejudicada quando o pai é abusivo, excessivamente crítico ou emocionalmente frio.”

Ser presente para os filhos física e emocionalmente:
– Envolva-se nos cuidados com seu filho desde a gestação;
– Fique em sintonia com as necessidades diárias de seu filho à medida que ele cresce;
– Procure equilibrar vida profissional e familiar;
– Participe da vida de seu filho independentemente de seu estado civil.

(John Gottman, em Inteligência Emocional e a Arte de Criar nossos Filhos)

Leia mais em: vivomaissaudavel.com.br/saude/em-evidencia/pediatra-fala-sobre-a-importancia-do-pai-na-saude-materno-infantil/

Anúncios
Esse post foi publicado em Dias especiais, John Gottman e marcado , , , . Guardar link permanente.