Desculpas forçadas não são desculpas sinceras

10255120_672223306195548_5353072061927164990_n

“Esta atitude (forçar a criança a pedir desculpas) só traz à criança uma sensação de vergonha que é dos sentimentos mais nocivos que podem existir. Uma criança envergonhada, humilhada, é uma criança que sente que deixou de ser digna do amor dos pais e este é um sentimento muito corrosivo para uma criança pequena que precisa deste amor e que usa os seus pais como um espelho. As crianças aprendem quem são através daquilo que vêem refletido nos pais. Uma criança que vê constantemente refletido no olhar dos seus pais este sentimento de desaprovação, de incompreensão é uma criança que passa a se ver de uma forma muito negativa. Se os pais vêem os seus comportamentos como um mal que precisa ser controlado a criança passa a acreditar também que tem esse mal dentro de si e isso poderá ser muito prejudicial para o seu desenvolvimento, para a sua auto-estima e para a sua confiança em si mesma.” (Laura Sanches, psicóloga)

Pedir desculpas com sentimento verdadeiro requer empatia, e a empatia se desenvolve em um ritmo diferente para cada criança. Não esqueça que a criança aprende pelo exemplo: peça desculpas quando errar também. E demonstre empatia e seu amor incondicional em cada palavra, em cada gesto.

Ao confiar que nossos filhos são capazes de desenvolver respostas sociais autênticas, nós lhes damos a auto-confiança necessária para se tornarem os seres humanos sensíveis, responsáveis e amorosos que nós desejamos que eles sejam.

Leia mais: http://parentalidadecomapego.blogspot.com.br/search/label/Desculpas

Anúncios
Esse post foi publicado em Alfie Kohn, Blogs, Disciplina positiva /gentil e marcado , . Guardar link permanente.