Nascer sem violência é um dos primeiros passos para se criar uma cultura de paz.

Nascer sem violência é um dos primeiros passos para se criar uma cultura de paz.

Liberdade, autonomia e respeito são direitos humanos fundamentais. Nos solidarizamos com o caso ADELIR, de Torres-RS, que foi obrigada a se submeter a uma cirurgia cesariana sem indicação clínica cientificamente embasada e sem o seu consentimento. Um momento que deveria ser marcante, emocionante, foi marcado para sempre pela violência. Que ela consiga superar essa dor. Desejamos que a justiça prevaleça e que outras mães e bebês possam ter preservados seu direito de parir/nascer em PAZ.

#crescersemviolência

Entenda o caso:
http://www.cientistaqueviroumae.com.br/2014/04/em-trabalho-de-parto-levada-por.html
As medidas que estão sendo tomadas pela Artemis:
http://www.cientistaqueviroumae.com.br/2014/04/denuncia-do-caso-adelir-torres-rs-ja.html

10151146_610036142414265_1300009504_n

 

Anúncios
Esse post foi publicado em Violência obstétrica. Bookmark o link permanente.